Comportava-se como alguém que tivesse todos os sintomas de culpa. A maneira de olhar para ela era como que esperando o momento certo...inquietando seu coração com o violento gongo da catástrofe.
Ele articulava e atraia a pessoa para seu mundo.

E

__a

___tra

_____iu-a ...

_________...

__________...

Tão logo a luz do dia se registrou em sua consciência, o perigo estava no ar.
Despertou aos poucos, em abandono e confiança de um novo dia.

__________...

O make-up não foi aplicado simplesmente para salientar seus traços preferidos, nem para disfarçar o inchaço causado pelo sono, mas porque era outro dia.
O que ela via agora no espelho era um rosto excitado, de olhos claros, sorrindo, linda.
Aquele make-up deixou-a sentindo-se preparada para enfrentar o dia.


Preparada, disse o espelho; preparada, disse a roupa; preparada, disseram os sapatos.


Pensou em sua roupa avaliando todos os possíveis “perigos” externos que poderiam acontecer no seu dia.
Escolheu aquele vestido que ficava muito bem com sua meia-liga 7/8 rendada.

-Putaquepariu! Putaquepariu! - um furo na meia.

Um furo quase imperceptível... Da ultima vez que a vestira, estivera diante de um restaurante “ostentatório” demais, que a deixou com medo de entrar.


Mas hoje seria diferente - porque ela dirá:
Não posso entrar com essa meia furada, e isso era muito melhor do que dizer:

Tenho medo de entrar aí.”


Seguiu andando com audácia, com ímpeto, com uma liberdade jamais negada a uma mulher.

.

A.G.R.A.D.E.C.I.M.E.N.T.O

.
--->Convido a quem se interessar para passar no site de Rogério Felício - fotografo talentoso,na qual me fez um convite para escrever em uma de suas fotos.

31 Comente Aqui:

Depois de ler o belíssimo texto, e viajar por cada palavra que entrava em minha alma como uma força impetuosa do desejo da imaginação... fecho olhos e viajo na minha imaginação atônita por sua palavras únicas...

beijos!!!

Seu cantinho também está maravilhoso. adoro seus escritos. Beijoss..

Poxa veio aqui e nem me disse nada.!
que pena, mas teremos outras oportunidades...

vi o vídeo, adorei e passei para um monte de gente que adorou também...

bjos

Descobriu o quanto é mais que um simples furo minúsculo na meia que, por iusso mesmo, passa a ter enorme valor. Ela, a meia, surge como instrumento de desafio para que ela, a mulher, acorde para o fato de que pode entrar sim onde quiser, quando quiser.
Cadinho RoCo

Interessante o comportamento do ser humano, e sua reação diante de fatos já previstos num relacionamento. E mais interesante e bonito, Bianca, é o seu texto se fixar no comportamento dela, diante de um pequeno furo na meia. Bem, a vida continuava e para ela, que era uma pessoa cheia de culpas, a "gota-d'água era a sua aparência, o que não deveria, já que por si só, era bonita.
Muito bom seu texto, faz com que reflitam-se valores.

Parabéns, querida

Beijos

Mirze

Bela escriba, um dos mais belos estudos sobre o sentimento de culpa está no belíssimo Irmãos Karamazov. Beijos, depois vou passar lá no blog do Rogério e grato pela indicação.

As vezes um furo é só um furo, e não uma desculpa

beijo

Ia falar o mesmo que a Jana,rsss

Boa semana!!

Beijos!!

Olá, Bianca!
Obrigada pela visita. Gostei do teu texto, ele tem força. Visite sempre que quiser!
Beijo!

Ô Bianca.. É Sempre bom aparecer por aqui e ver que essa moça é realmente infalível.. sempre tem literatura de qualidade..
(ando meio ausente, mas isso se deve mais à falta de criatividade do que de vontade..)
bjo.

Bianca,

O furo na meia foi sensacional! Muito bom! O lance de descontrução que me agrada. Amiga, vou estar aí em Bsb até domingo. Vamos nos encontrar se possível. Vou com meu amigo artista plástico Quedo. A Bienal de Poesia começa amanhã junto com a feira do livro. De repetente tomamos umas no Beirute ou em outro bar.

Beijo e muita luz amiga.

Ótimo escrito moça de atitude, isto, ela vai e enfrenta o mundo de frente, com seus cantos e ancantos, e o brilho no olhar de esmeraldas.

Andei ausente daqui por causa da correria por estes tempos, mas estou voltando a ter tranquilidade para reaparecer com mais constância.

Conferi o blog do Felício, perfeita sintonia dos teus versos com a imagem dele, parabéns.

Beijos.

Lembra do filme ' pianista" (acho que é este), que ele se apaixona por uma cega que tocava piano, uma das cenas é a descoberta de um buraco na meia, uma cena de uma sensualidade ínclivel....o que faz uma mulher ou um homem é a altivez..parabéns sempre
bjo do artista

Planos de consistências, intensidades tantas... "putaquepariu" que todos nós temos, e somos, "furos quase imperceptíveis" em todas as "meias" coisas que somos.

Adoro a tua escrita. A escrita maior, porém, que eu mais adoro, é a "escrita" feita pelo teu olhar inquiridor, buraco negro que a tudo intensifica.

Obrigado pela visita.

Beijo de Paz, minha querida.

Bianca,

A vida é como um barco em alto mar
...e quando esse barco é levado para junto dos rochedos, olhamos p`ra baixo, vemos o furo da insegurança... Saberemos exatamente que neste barco é impossível continuar.

Ainda bem que existem a audácia o ímpeto como colete salva-vida que é só dado para os que sabem nadar para a salvação e liberdade.

Prazer conhecer seu blog...!

Receba meu carinho e minha admiração!...

[obrigada pela visita]


(a)braços,flores,girassóis :)

Boa Noite!
Foi um imenso prazer descobrir este espaço! Adorei o clima e o estilo... Parabéns! Com certeza voltarei!
Abraços

Daqueles textos que a gente se sente dentro, num cantinho observando tudo.
Adorei!
Bjos!

os pontos entre o que vc escreve são contrapontos ? me explique bianca... bj

Cada comportamento
Tem seu momento
Bem sabe o firmamento
Desde o advento
Do reinvento
Só faz assento
Quem não sabe deixar-se levar
Nesse mar
Pelo vento...

Se comportar, é encontarra s desculpas cabíveis para os momentos oportunos!

Beijso, amei o texto!

Muito bom, menina... a magia toda que desemboca num pqp é maravilhosa... chega a ser possível ouvir arranhar o disco da trilha sonora quase audível na descrição da cena.
Parabéns!
( beijos )

Mauricio Rayel disse... 4 de setembro de 2008 16:31  

Minha escritora preferida !

Irresistível não passar por aqui !!

Esse texto me fez lembrar um samba

Menino Deus
(Mauro Duarte/ Paulo César Pinheiro)

Beijoquinhas

O que dizer?
Vc sempre arrasa nos textos...Uhuu
Bjos e Luz

Um otimo fds à vc,Bianca.

Beijos!!

Eu convido para uma dança no meu "Baú"...
Bom FDS

Belo texto...

Uma inspiração apelativa de uma verdade marcada.

Gostei muito.

Beijo.

Oi Bianca,

fácil é sair nomeando nossos medos. Não sei se ela realmente entrou onde deveria (isso você não me permitiu saber, rs), mas sei que ela usou uma desculpa pra maquear essa potinha de medo que foi surgindo junto com a descoberta da meia furada.

Tá aí minha interpretação. Voei pra dentro da história e fui pegando o que você pintou com tanta maestria.

Beijo.

FILIPE, esse é o sentido, foi o espirito da coisa!!!
Foi exatamente isso que eu quis expor...
Não viajou em nada! Foi certeiro!
.
.
.

Raríssimos!

Os comentários estão cada vez mais motivadores!

Obrigadíssima por estarem por aqui...

Adoro muito tudo isso!

B.E.I.J.O.S

Ng merece meia furada, né?!
rs

E vc continua escrevendo primorosamente, mocinha. Estava com saudades do seu cantinho...

bjinhos

Indiquei teu blog para o Prêmio Dardos. Dá uma olhadinha em http://fabriciofortes.blogspot.com
bjo.

E...
como um furo evoca nela uma ASSUNÇÃO
que lhe devolve a liberdade
- O.R.I.G.I.N.Á.R.I.A -
até então negada pela perfeição
que lhe prometia a felicidade
imaginária...

Amei a mensagem, Bianca!

Beijinhos,
Ana.

euescrevo
livros
::Textos meus inéditos ::
noorkut
linkssobre
enciclopédia
videosinteressantes
sitesculturais
outrostextos
sertaoveredas
"O senhor... Mire e veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam. Verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra, montão".
(Guimarães Rosa)
caio-fernando-abreu
"Dentro de mim guardo sempre teu rosto e sei que por escolha ou fatalidade, não importa, estamos tão enredados que seria impossível recuar para não ir até o fim e o fundo disso que nunca vivi antes."
Clarice-Lispector
"Quero morrer com vida. Juro que só morrerei lucrando o último instante. Ah... como quero morrer... mas nunca morrer antes de realmente morrer."
Nietzsche
"Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura."
Paulo-Leminski
Que tudo se foda, disse ela. E se fodeu toda.
Mario-Quintana
"As reticências são os três primeiros passos do pensamento que continua por conta própria o seu caminho".
Mario-Quintana
"Os males do mundo toda a gente sabe! Os meus... ninguém... A minha dor não cabe, nem nos cem milhões de versos que eu fizera..."
nelson-rodrigues
"Se cada um soubesse da intimidade sexual dos outros, ninguém cumprimentaria ninguém.
Bianca Feijó em seu site







Blog Bianca Feijó