Existência...
Existência que só é justificada quando nos proporciona perder o juízo.
Quando nos encoraja a fazer, sem medo, coisas que nos fazem brilhar os olhos, que nos fazem entregar de forma insana, conquistando a reciprocidade para a loucura.
As melhores sensações são as que não entendemos, que nos aflige, que nos encanta,que nos cura desse mundo.
A racionalidade só é vivida pelos sensatos, a loucura pelos poetas, pelos corajosos.
A fantástica coragem quase irresponsável pela possibilidade de ser intenso.
Então, eu quero ser louca, ser corajosa e ao contrário dos racionais perder o juízo, pois simplesmente existir não tem sentido se não for para ser intensa, intenso, intensa.



6 Comente Aqui:

A racionalidade e a loucura são irmãs siamesas, separá-las pode ser fatal.
A racionalidade nos manda sonhar novos caminhos e a loucura quer continuar neles...
Beijos

Oi, moça!
Gostei muito do texto, muito, mas confesso que nem suspeitava do que seria. E que bom que não ocorreu o que te temia. Embora tenha feito somente para te entreter, conseguiu entreter a outros. Escrito de uma maneira, interessantíssima, como sempre.

Tô adorando sua escrita.

Se cuida.

Um beijo,

João Aranha

É necessário que haja equilíbrio entre a loucura e a lucidez para que não se ofusque a beleza da vida. O xis da questão está em alcançar a moderação redentora, através do contorcionismo existencial.

Aiii guria, que coisa mais linda!! Tocou lá na alma, amei o texto!! Visão além do alcance, eu diria. Tens o dom, garota!

numa discussão sobre a tolice do jovem, que já ia longe com os exemplos de quão idiotas eram eles, um amigo disse para mim, alheio aos outros da mesa: "na verdade a gente tem inveja dessas pessoas. eles sim são felizes, não têm tantas preocupações como nós." e eu: "é né, enquanto a gente fica aqui discutindo metafísica eles tão lá fora no bar vibrando com o futebol. queria eu ser um pouquinho menos racional, para me divertir com tão pouco."
lendo seu post agora lembrei disso.

numa discussão sobre a tolice do jovem, que já ia longe com os exemplos de quão idiotas eram eles, um amigo disse para mim, alheio aos outros da mesa: "na verdade a gente tem inveja dessas pessoas. eles sim são felizes, não têm tantas preocupações como nós." e eu: "é né, enquanto a gente fica aqui discutindo metafísica eles tão lá fora no bar vibrando com o futebol. queria eu ser um pouquinho menos racional, para me divertir com tão pouco."
lendo seu post agora lembrei disso.

euescrevo
livros
::Textos meus inéditos ::
noorkut
linkssobre
enciclopédia
videosinteressantes
sitesculturais
outrostextos
sertaoveredas
"O senhor... Mire e veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam. Verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra, montão".
(Guimarães Rosa)
caio-fernando-abreu
"Dentro de mim guardo sempre teu rosto e sei que por escolha ou fatalidade, não importa, estamos tão enredados que seria impossível recuar para não ir até o fim e o fundo disso que nunca vivi antes."
Clarice-Lispector
"Quero morrer com vida. Juro que só morrerei lucrando o último instante. Ah... como quero morrer... mas nunca morrer antes de realmente morrer."
Nietzsche
"Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura."
Paulo-Leminski
Que tudo se foda, disse ela. E se fodeu toda.
Mario-Quintana
"As reticências são os três primeiros passos do pensamento que continua por conta própria o seu caminho".
Mario-Quintana
"Os males do mundo toda a gente sabe! Os meus... ninguém... A minha dor não cabe, nem nos cem milhões de versos que eu fizera..."
nelson-rodrigues
"Se cada um soubesse da intimidade sexual dos outros, ninguém cumprimentaria ninguém.
Bianca Feijó em seu site







Blog Bianca Feijó